Começou nesta semana as aulas para formação profissionalizantes para pedreiro em Santa Rita, através do Instituto Pensar e em parceria com o SENAI de Bayeux. São 20 alunos, na sua maioria mulheres e que vão ter 60h aulas e depois passarão a trabalhar na construção de suas próprias casas. “Estamos privilegiando as mulheres porque elas são a grande maioria das pessoas beneficiadas com as 500 casa que o Instituto estão construindo para projeto Bairro Novo”, destacou Bernadeth Sena, coordenadora social do instituto.

As alunas aprovaram o projeto visando uma nova fonte de renda futura e sabem do potencial que tem no trabalho. “É uma oportunidade única de me capacitar para entrar no mercado de trabalho quem tem a maioria homens”, frisou Ana Paula, aluna e uma das beneficiadas com uma casa.

Na obra, Ayane Rosas já está trabalhando na obra por ter feito cursos para pedreira e contou para as novas colegas os desafios da profissão de pedreira. “Comecei a fazer um curso no Senai e logo me apaixonei pela profissão de pedreira. Como não tinha vaga, tive que esperar a oportunidade de ingressar até que consegui. Todo começo é difícil, mas aos poucos as oportunidades vão aparecendo e com trabalho vamos conquistar mais espaço”, contou Ayane.

A aula magna teve as presenças de representantes da Caixa Econômica Federal, o superintendente do Prosperar de Santa Rita, Alysson Gomes, o vereador Sebastião Bastos (Bastinho), além dos engenheiros da obra e o prefeito do município, Netinho de Varzea Nova. “É importantíssimo essa abertura de espaço para as mulheres que tanto contribuem para nossa sociedade, ainda mais quando estão diretamente ligadas as obras da construção de suas próprias casas”, ressaltou Netinho.

O prefeito ainda confirmou que a prefeitura de Santa Rita já está viabilizando uma nova área para a construção de mais casa do projeto.

“Estamos com uma área já definida em Bebelândia, distrito de Santa Rita, para a construção de mais 500 casas. É um projeto que diminui o déficit habitacional do município, dando moradias dignas para o povo, em especial, para as mulheres que tem muito mais apego pela casa”, enfatizou o gestor.

Para o vereador Sebastião Bastos (PT), é um avanço para o município pois se vê a alegria das mulheres beneficiadas. “Eu vejo em cada rosto das mulheres que estão indo para as reuniões e as que eu visito, a alegria de cada uma em não só receber uma casa, mas também ganharem conhecimento que levarão para qualquer lugar”, complementou.

Redação por Reanato Galloti e Sérgio Ricardo

COMPARTILHAR

DEIXE AQUI SEU COMENTÁRIO


8 × = sessenta quatro