Operação Blackbone investiga empresários de TI, consultores e funcionários da CEF

fachada_caixaA Polícia Federal (PF) realiza nesta terça-feira uma operação para desmontar uma quadrilha suspeita de desviar cerca de 385 milhões da Caixa Econômica Federal (CEF). O desvio teria sido feito por meio de fraudes em contratos de tecnologia da informação.

A PF cumpre 10 mandados judiciais de busca e apreensão na capital federal, Brasília.

As investigações apontam para funcionários do banco e um sócio de uma empresa de consultoria, que recebiam propina para favorecer empresas de tecnologia da informação contratadas pela CEF. As empresas de tecnologia faziam repasses a uma empresa de consultoria para pagar pelos serviços que ela nem ao menos prestava. Parte desses valores, de acordo com as investigações da PF, era distribuído pela empresa de consultoria para os demais membros do esquema.

Os integrantes do grupo responderão pelos crimes de corrupção ativa, corrupção passiva e formação de quadrilha. A operação foi batizada de Blackbone, em referência à espinha dorsal de um sistema de rede de computadores.

Com agências de notícias
Foto: Divulgação

COMPARTILHAR

DEIXE AQUI SEU COMENTÁRIO


− 6 = três