Comissão homologa apenas uma chapaA Comissão Eleitoral do Campinense, através do presidente Éder Medeiros, anunciou nesta segunda-feira (13) a lista de sócios aptos a votarem e a homologação de apenas uma das duas chapas inscritas para as eleições do dia 3 de dezembro, quando será definida a nova Diretoria Executiva para gerir o clube no biênio 2018-2019.

E de acordo com a organização do processo eleitoral rubro-negro, apenas a candidatura do empresário e atual presidente William Simões, de 54 anos, que tenta sua terceira reeleição, está plenamente homologada, com todos os integrantes aptos a votarem e serem votados.

Já a chapa da oposição, encabeçada pelo empresário Carlos Gonzaga, 56, foi notificada sobre a situação de inconformidade de um de seus integrantes. O grupo tem 48 horas para prestar os devidos esclarecimentos à Comissão Eleitoral.

Em relação à lista de sócios que compõem o colégio eleitoral da Raposa, Éder Medeiros revelou que 797 associados estão devidamente em dia com suas obrigações financeiras, portanto aptos a votarem.

Contudo, o presidente da Comissão Eleitoral informou que desses quase 800 rubro-negros, dezenas já faleceram.

Os respectivos nomes permanecem na lista de sócios porque se tratam de sócios remidos (que pagaram alto valor pelo título e não precisam pagar mensalidade), e as famílias ainda não procuraram o clube para regularizar a situação.

As chapas

Diferente das eleições anteriores, no pleito do próximo dia 3 de dezembro as candidaturas registram a participação de cinco nomes, metade do que exigia o antigo estatuto nas disputas passadas.

O atual presidente William Simões praticamente manteve a formação da sua diretoria. Batizada “A Força do Trabalho”, a chapa terá como candidato a vice o atual vice-presidente Félix Braz, o Felinho.

Raul Timóteo e Neilton Neves, atuais diretores Financeiro e de Futebol, respectivamente, permanecem postulando a reeleição aos seus cargos com William.

A única novidade na candidatura situacionista é a presença de José Antônio Trajano, presidente do Conselho Deliberativo, como candidato à Diretoria de Patrimônio.

Já a chapa “Um Novo Tempo”, da oposição, encabeçada por Carlos Gonzaga, tem o ex-conselheiro Erivaldo Ferreira como candidato a vice.

O grupo é composto por José Roberto Rodrigues, mais conhecido como Chicó (Diretoria Financeira), Paulo Gervanny  Lucena (Diretoria de Patrimônio) e conta também com a presença do ex-presidente Saulo Miná (Diretoria de Futebol).

Voz da Torcida

COMPARTILHAR

DEIXE AQUI SEU COMENTÁRIO


− 2 = três