JOÃO PESSOA

Motoristas de transportes fazem protesto nesta quarta em JP

Motoristas de transportes fazem protestoO Sindicato dos Motoristas e Trabalhadores em Trânsito no Estado da Paraíba vai realizar um protesto, na manhã desta quarta (27), contra o transporte clandestino e os aplicativos de transporte. A categoria reivindica a análise do número de motoristas que trabalham informalmente na capital paraibana.

De acordo com o presidente do Sindicato, Antônio de Pádua, a categoria também vai às ruas para que o projeto de lei que visa regulamentar o transporte por aplicativo, de autoria do vereador Lucas de Brito, seja aprovado. Segundo ele ao Portal Correio, a situação que o transporte público enfrenta atualmente é a pior já vista.

“Nós não aguentamos mais a quantidade de transporte clandestino e por aplicativos. Transportávamos mais de 9 milhões de passageiros pelas ruas de João Pessoa. Hoje não chegamos a 5 milhões. A situação é a pior já vista em toda vida. Só as empresas, de 2014 pra cá, demitiram quase dois mil trabalhadores. Nós estamos enfrentando uma crise, temos sérios problemas”, desabafou.

Em relação ao projeto de lei que tramita na Câmara Municipal, Pádua disse que caso não seja aprovado, há risco do transporte coletivo declarar falência daqui a cinco anos. “É preciso que o projeto seja aprovado para que seja definida a quantidade de motoristas que podem trafegar por aplicativo e que a quantidade se iguale ao nossos números. Caso isso não aconteça, do jeito que vai, e falo como motorista e presidente do sindicado, daqui a cinco anos não terá mais coletivos em João Pessoa”.

O protesto acontece a partir das 7h na Praça Tiradentes, na Torre. O presidente do sindicato disse que o objetivo é só protestar, e não paralisar as atividades, mas não descartou esse risco.

Mostrar mais

DiárioPB

Portal de notícias da Paraíba, Brasil e o mundo

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar
PUBLICIDADE