Messi 2Todo o futebol emocionante do Grupo F ficou reservado para a partida entre Nigéria e Argentina, disputada nesta quarta, no Beira Rio. Um dia após o aniversário de 27 anos de Lionel Messi, o camisa 10 fez sua melhor apresentação em mundiais, fez dois gols, empatou com Neymar na artilharia e a albiceleste presentou os mais de 100 mil torcedores que invadiram Porto Alegre, venceu por 3×2 e agora pega Suíça ou Equador nas oitavas de final. As Super Águias vêm a Brasília enfrentar a França no Estádio Nacional Mané Garrincha.

Mal deu tempo para respirar e já veio o primeiro grito de gol. Di María avançou pela esquerda, entrou na área, chutou e Eneyama defendeu. A bola sobrou no meio da área e Messi fuzilou com o peito do pé. Na saída, o empate. Ahmed Musa penetrou a zaga hermana, puxou para a direita e chutou alto e cruzado, sem chance para Romero. Aos três minutos de jogo, 1×1.

O jogo não perdeu intensidade, mas os gols pararam durante o primeiro tempo. Africanos e sul-americanos tiveram chances, mas sem sucesso. Até Messi resolver aparecer de novo. Aos 43, ele bateu falta perto do ângulo, mas Eneyama conseguiu espalmar para escanteio. Três minutos depois, o goleiro nigeriano não foi tão feliz: em outra falta, dessa vez mais próxima à área, o camisa 1 tentou tirar a falta do craque do Barcelona no golpe de vista, e se deu mal. A bola entrou perto do ângulo e parou no fundo da rede. Com o gol, Messi alcançou Neymar na artilharia da Copa, com 4 gols.

O segundo tempo começou assim como o primeiro, com gols para ambas as equipes. Aos 2, Emmanuel Emenike recebeu no lado esquerdo e fez a parede para Musa entrar livre no meio da área e deslocar Romero na finalização. Três minutos depois, Di María, um dos principais nomes da partida, cobrou o escanteio, a bola passou pela cabeça de Lavezzi e encontrou o joelho de Rojo. 3×2 para a albiceleste.

Aos 17 minutos, Alejandro Sabella, que já havia tirado Aguero de campo no primeiro tempo após o atacante do Manchester City parecer lesionado, substituiu Messi por Ricardo Álvarez. O craque, historicamente contestado pelos argentinos, saiu sob intensos aplausos da torcida. Após a saída do quatro vezes melhor do mundo, os gols cessaram. Mesmo com a derrota, os nigerianos saíram de campo classificados. Os argentinos seguem 100%.

Superesportes

COMPARTILHAR

DEIXE AQUI SEU COMENTÁRIO


− 5 = quatro