Toffoli libera LulaA defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva protocolou petição ao presidente do STF, ministro Dias Toffoli, se manifestando sobre a decisão de Toffoli relacionada à participação de Lula no sepultamento do seu irmão Genival Inácio da Silva, o Vavá.

No documento, a defesa de Lula destacou que a determinação de Lula encontrar-se com o corpo do irmão em uma unidade militar ocorreu após o sepultamento.

“Diante disso e por entender que o encontro com seus familiares horas após o sepultamento de seu irmão em uma unidade militar, na forma consignada na r. decisão, terá o condão de agravar o sofrimento já bastante elevado de seus membros, o Peticionário informou à sua Defesa técnica que não tem o desejo de realizar o deslocamento nesta oportunidade”, diz o documento.

A defesa diz ainda que a desistência de Lula de participar das condições impostas pela de decisão de Toffoli não implica em qualquer renúncia ao direito sustentado, “mas o doloroso desdobramento de um inequívoco constrangimento ilegal ao qual o Peticionário foi submetido até a decisão proferida por Vossa Excelência”. Leia na íntegra a petição da defesa de Lula.

A defesa do ex-presidente Lula deverá ingressar com um pedido junto ao STF que ele possa participar da missa de sétimo dia do irmão Vavá (leia mais).

DEIXE AQUI SEU COMENTÁRIO