privatização da EletrobrasO governador Ricardo Coutinho assinou, nesta terça-feira (5), uma carta conjunta emitida pelos governadores do Nordeste manifestando insatisfação com o anúncio da venda da Eletrobras, especialmente da Companhia Hidrelétrica do São Francisco (Chesf). No documento, eles solicitam sua exclusão do grupo Eletrobras, transformando-a numa empresa pública, vinculada ao Ministério da Integração Nacional. José Renan Vasconcelos Calheiros Filho

Além de Ricardo Coutinho, assinaram a carta os governadores de Alagoas, José Renan Vasconcelos Calheiros Filho; da Bahia, Rui Costa dos Santos; do Ceará, Camilo Sobreira de Santana; do Maranhão, Flávio Dino de Castro e Costa; de Pernambuco, Paulo Henrique Saraiva Câmara; do Piauí, José Wellington Barroso de Araújo; do Rio Grande do Norte, Robinson Mesquita de Faria; e de Sergipe, Jackson Barreto de Lima.

Na carta, encaminhada ao presidente Michel Temer, os governadores, além de se posicionarem contrários à privatização da Eletrobrás, também discutem sobre a revisão do Marco Legal do setor energético e a descotização do mercado energético.

Eles ressaltam no documento que “as medidas anunciadas, especialmente a suspensão do regime de cotas, terão como consequência imediata e inevitável um aumento significativo na conta de energia dos brasileiros” e que “a transferência para investidores privados do controle operacional das usinas do Sistema Eletrobras, particularmente daquelas geridas pela Chesf, condicionará por décadas todo projeto ou ação que demande água do Rio São Francisco”.

Confira a carta na íntegra clicando no link:

Carta Gov. Nordeste

Assessoria

COMPARTILHAR

DEIXE AQUI SEU COMENTÁRIO


nove + 1 =