temer e trumpAgora estamos feitos. Temer admite “coincidência absoluta” com as posições de Donald Trump.  Conforme escrevi aqui, o jantar desta segunda-feira não foi um encontro bilateral entre Trump e Temer, tal como andou divulgando o Planalto. Foi uma reunião de Trump com Brasil e vizinhos que estão dispostos a “pressionar” a Venezuela por uma “solução democrática”, eufemismo para a derrubada do presidente Nicolás Maduro. Chega a ser patético, vindo de Temer, que usurpou a Presidência com um golpe parlamentar.

Brasil 247

COMPARTILHAR

DEIXE AQUI SEU COMENTÁRIO


+ nove = 11