Saída do Brasil do Pacto de Migração
Foto: Internet

A coordenadora de política externa da ONG Conectas Direitos Humanos, Camila Asano, afirma que a decisão do Brasil de sair do Pacto Global para Migração da Organização das Nações Unidas (ONU) “mancha” a imagem do país diante da comunidade internacional e coloca em risco a segurança de brasileiros que vivem ou tentam viver no exterior.

Questionado se a medida estima o clima de intolerância no Brasil, ela afirma que “isso acontece em várias partes do mundo e, inclusive, aconteceu na região Norte do Brasil”. “Observamos que quando há autoridades públicas ou governos que tomam medidas ou discursos discriminatórios ou de negação de direitos mínimos e básicos, acaba se criando um caldo social onde se observa, como em Roraima, ataques violentos contra pessoas com a motivação de xenofobia. É muito preocupante como essa decisão pode gerar uma reação interna, de que se estaria autorizando desconsiderar qualquer consenso mínimo de respeito aos imigrantes, mas também o risco que se coloca aos brasileiros fora”, acrescenta.

Leia a íntegra na Revista Fórum

DEIXE AQUI SEU COMENTÁRIO