POLÍTICA

Pimentel diz que sua condenação é ‘absurda, injusta e juridicamente insustentável’

247 – O ex-governador de Minas Gerais Fernando Pimentel afirmou que sua condenação a 10 anos e 6 meses de prisão é “absurda, injusta e juridicamente insustentável”. “A sentença da 32ª Vara Eleitoral contra mim, divulgada para a imprensa antes mesmo da publicação oficial, é absurda, injusta e juridicamente insustentável.”, afirmou Pimentel, condenado por tráfico de influência e lavagem de dinheiro. De acordo com as investigações, os crimes foram cometidos quando ele era ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior.

“Não há no processo qualquer prova, sequer uma evidência objetiva, da minha ‘culpa’ nos crimes pelos quais me condenam. Tudo se baseia apenas numa delação questionável e contraditória, como a maioria das que foram obtidas nessa temporada de abusos judiciais que o Brasil infelizmente atravessa”, afirmou.

O ex-chefe do Executivo mineiro disse que vai recorrer “aos tribunais superiores, a sentença certamente será revista”. “Até lá, manterei a firmeza e a serenidade que sempre marcaram minha trajetória, com fé em Deus e esperança renovada no futuro do nosso país. Agradeço a solidariedade de todos! Abraço fraterno a cada um de vocês”.

Mostrar mais

DiárioPB

Portal de notícias da Paraíba, Brasil e o mundo

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar
PUBLICIDADE