CancelBolsonaroO senador democrata estadunidense Brad Holyman, do Estado de Nova York, iniciou pelo Twitter nesta quinta-feira 2 uma ação para cancelar o evento que pretende homenagear o presidente Jair Bolsonaro como “pessoa do ano”, oferecido pela Câmara de Comércio Brasil-Estados Unidos, em uma cerimônia no Hotel Marriot na cidade de Nova York. A hashtag #CancelBolsonaro já tem repercussão mundial nas redes sociais.

Nesta quarta-feira 1, o senador rechaçou a postura do hotel no Twitter. “O hotel Marriott respondeu à minha petição pedindo-lhes para cancelar um evento em homenagem ao homofóbico Jair Bolsonaro como “Homem do Ano”, dizendo que eles recebem grupos de todos os valores. O que vem a seguir, sediar a convenção anual do Partido Nazista Americano? Estou furioso”.

A rede de hotéis já virou alvo de protestos diários para que o evento não aconteça. Antes, dois locais – Museu de História Natural e o restaurante Cipriani – já haviam rejeitado uma cerimônia que homenageasse o presidente brasileiro. O próprio prefeito de Nova York, Bill de Blasio, fez duras críticas a Bolsonaro e apelou para que o museu cancelasse o evento.

Assine aqui a petição lançada por Holyman.

Brasil 247

DEIXE AQUI SEU COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here