CORONAVÍRUSTECNOLOGIA

Monitora Covid-19: aplicativo para auxiliar no combate à pandemia já tem 3.450 pessoas cadastradas

Em apenas seis dias de funcionamento, o aplicativo Monitora Covid-19 já tem 3.450 pessoas cadastradas. Esta é mais uma ferramenta da Secretaria de Estado da Saúde (SES) para monitorar pacientes com sintomas do novo coronavírus. Até agora, foram atendidas 514 pessoas.

“Provavelmente, essas pessoas atendidas por meio do aplicativo iriam à procura de uma unidade de saúde, em busca de dúvidas simples. Através do aplicativo, tiveram atendimento e os casos foram resolvidos”, disse a gerente operacional de Atenção Básica da SES, Rayanna Coelho.

Rayanna explicou que a ferramenta funciona como triagem de classificação de risco e disponibiliza atendimento médico por ligações telefônicas e por chat. Ela disse que, primeiramente, o usuário precisa baixar o aplicativo, preencher o cadastro e responder às perguntas. A partir daí, o algoritmo do Monitora Covid-19 faz a classificação do paciente, conforme as informações dadas.

Das 3.450 pessoas cadastradas, 207 estão classificadas na cor vermelha, na qual o paciente tem falta de ar e dor ao respirar e a equipe tem 24 horas para entrar em contato. Dependendo da situação, permanece sendo monitorado ou será encaminhado para a Atenção Básica ou vai para um serviço de urgência.

“Atendemos uma mulher, do bairro da Torre, na capital, por meio do aplicativo, e ela foi encaminhada para UPA do Valentina, onde segue acompanhada”, contou Rayanna.

Ela disse que vai aumentar bastante a capacidade de atendimento com a chegada de médicos, esta semana. Nesta quarta-feira (13) à tarde, haverá uma reunião, via remota, que tem como objetivo apresentar a plataforma aos novos médicos, além dos protocolos utilizados no estado. “Precisamos que mais pessoas baixem o aplicativo para que possamos realizar os primeiros atendimentos, o que contribui e muito para o combate do vírus”, disse.

Na cor laranja, tem 245 pessoas. São aquelas com um sintoma de síndrome gripal (febre, dor no corpo, diarreia, etc) e mais um fator de risco (hipertensão, diabetes, etc); 431 na cor amarela, com, pelo menos, um sintoma gripal; 1.551 na cor verde, que são as pessoas sem sintomas, mas que são monitoradas pelo GPS e que podem ter contato com vizinhos que tenham sintomas. Neste caso, a equipe entra em contato com a vigilância do município para ficar observando. E ainda tem a cor cinza, com 997 pessoas. São aquelas que baixaram o questionário, mas não o responderam.

A gerente lembra que, para ter acesso a esses atendimentos, é necessário baixar o aplicativo no aparelho de celular, fazer o cadastro e responder a algumas perguntas que são uma espécie de triagem para que o aplicativo possa fazer a classificação de risco do paciente e o seu devido encaminhamento.

Ela ressalta que um dos benefícios do Monitora Covid-19 é que a população tem outro meio de contato com os profissionais médicos. Além disso, o aplicativo possibilita à SES  gerar um mapa de calor para saber onde essa população acometida está, de acordo com a classificação, ou seja, em quais locais têm mais pacientes com risco grave ou mais leves. Por fim, a Secretaria conseguirá dar o feedback aos municípios de quantos foram classificados em seus territórios, quantos foram localizados e quais são as classificações deles.

O Monitora Covid-19 foi desenvolvido pelo Consórcio Nordeste.

Secom-PB

Mostrar mais

Sérgio Ricardo

Sérgio Ricardo é fotojornalista, fundador e desenvolvedor do Portal DiárioPB. .

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar
PUBLICIDADE