Ministro da Defesa da VenezuelaO ministro da Defesa da Venezuela, Vladimir Padrino López, usou sua conta no Twitter nesta manhã para relatar que a tentativa de golpe do autoproclamado presidente venezuelano, Juan Guaidó, havia sido debelada. “O Exército Bolivariano apoia firmemente a Constituição e o poder legítimo. Todas as unidades militares colocadas em oito distritos relatam uma situação normal nos estados-maiores e nas bases, todos seguem seus comandantes”, escreveu Padrino.

No início da tarde, ele informou que o pequeno grupo de soldados que aderiu à tentativa de golpe teria disso enganado por Guaidó. “Este ato de violência foi derrotado. Quase todo esse grupo de uniformizados com armas, deixou o distribuidor e foi para a Plaza Altamira, reeditando o 2002”, ressaltou. O ministro da defesa disse, ainda, que a ação foi foi patrocinada do exterior.

“Uma guerra está sendo travada sobre a Venezuela com fatores imperiais, com o objetivo de derrubar um governo que é legítimo e eleito pelo povo”, denunciou.”Este ato estava olhando mortos (…) Responsabilizamos a liderança fascista por todo o derramamento de sangue, são anti-patrióticos e não merecem respeito por venezuelanos, ou o FANB”, completou.

Ainda conforme Padrino, os militares venezuelanos rejeitam quaisquer apelos à rebelião, cujos organizadores tentam “encher o país com violência” e que “os líderes pseudopolíticos, que lideram esse movimento subversivo, usaram os militares e a polícia armada para criar pânico e terror”.

Confira o Twitter do ministro da Defesa das Forças Armadas Nacionais da República Bolivariana da Venezuela, Vladimir Padrino López, sobre o assunto.

Brasil 247

DEIXE AQUI SEU COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here