TELEVISÃO

Jornalistas da Record sofrem pressão para beneficiar Bolsonaro

Os profissionais de jornalismo da Record TV recorreram ao Sindicato dos Jornalistas do Estado de São Paulo (SJSP) para denunciar pressão que têm sofrido nos bastidores da empresa, que tem cobrado de seus profissionais matérias para beneficiar o presidenciável Jair Bolsonaro.

De acordo com o site do Sindicato, empregados da emissora, da estação de rádio e do portal R7 alegam que “estão sofrendo pressão permanente da direção da emissora para que o noticiário beneficie o candidato à Presidência Jair Bolsonaro (PSL) e prejudique Fernando Haddad (PT)”.

“O noticiário começou a dar uma guinada, ainda antes do primeiro turno eleitoral. Um momento importante foi a entrevista com Jair Bolsonaro levada ao ar em 4 de outubro no mesmo momento em que sete outros candidatos à Presidência realizavam um debate na TV Globo”, relembrou o sindicato.

“O portal R7 também passou a ser dirigido a favor do candidato do PSL de forma explícita: por vários dias seguidos, os destaques da rubrica ‘Eleições 2018’ na home se dividiam entre reportagens favoráveis a Bolsonaro e reportagens negativas a Haddad”, completou.

É oportuno ressaltar que o empresário e pastor da Igreja Universal do Reino de Deus, dono da Record TV e do portal R7, Edir Macedo, declarou publicamente apoio a Jair Bolsonaro.

Catraca Livre

Mostrar mais

DiárioPB

DiárioPB é um Portal de notícias da Paraíba, Brasil e o mundo. Fundado em 2008 pelo fotojornalista e Webmaster Sérgio Ricardo.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar
PUBLICIDADE