Janeiro BrancoO Hospital Geral de Mamanguape, por meio do setor de Psicologia, vem realizando no decorrer desta semana vários encontros com seus colaboradores para tratar da importância da saúde mental. A ação tem como objetivo abrir um diálogo com os funcionários e a sociedade sobre a importância dos cuidados com a saúde emocional. Estão sendo realizadas pela equipe de psicologia visitas in loco nos setores, dinâmicas e um trabalho de escuta qualificada. A ação faz parte das atividades alusivas ao Janeiro Branco.

De acordo com o diretor geral da unidade de saúde, Reginaldo Lota, a adesão da unidade tem como objetivo discutir e abrir um diálogo visando quebrar velhos tabus sobre a saúde mental. “Apesar de não sermos referência para casos específicos desse contexto, entendemos que a saúde mental é relevante no âmbito do indivíduo como um todo. Sendo assim, nossa equipe de psicologia, como parte integrante da equipe multiprofissional, concede a assistência necessária para pacientes e acompanhantes, muitas vezes abalados emocionalmente com os motivos que os trouxeram até a unidade. Também realizamos um trabalho com os nossos colaboradores, pois entendemos toda carga emotiva que envolve a assistência hospitalar”, destacou.

Sobre os trabalhos já realizados na instituição referentes aos cuidados com a saúde mental a coordenadora do setor da psicologia, Albertina Gonçalves, disse que se tratam de ações rotineiras. “As ações já são rotinas no complexo hospitalar. Há um tempo, a unidade vem tendo esse olhar humanizado com os colaboradores. Só em 2018, foram realizados 117 atendimentos individualizados pelo projeto Cuidando do Cuidador, que preza pelo bem estar físico e emocional do trabalhador. Já estamos colhendo bons resultados com a ação”, explicou.

Uma das beneficiadas com os trabalhos é a colaboradora do setor administrativo, Thaises Lima, que aproveitou a oportunidade para ressaltar o valor dos trabalhos realizados pela psicologia da instituição. “Muitas vezes, somos negligentes com a nossa saúde, principalmente no que se refere à emocional e mental. Ação como estas nos fazem repensar atitudes que prejudicam o nosso psicológico. Ouvi todas as dicas e estou mais vigilante quanto a minha saúde. Porque temos que ter equilíbrio para enfrentarmos os estresses cotidianos”, agradeceu.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS/2015), a depressão, ansiedade e suicídio são preocupações reais no Brasil. O país possui a população com maior índice em transtornos de ansiedade. Em 2016, mais de 75 mil trabalhadores foram afastados pela Previdência Social em razão da depressão. A campanha do “Janeiro Branco” evidencia as ações em prol da saúde mental e o combate ao adoecimento emocional. O movimento teve início em Minas Gerais, no ano de 2014.

Assessoria

DEIXE AQUI SEU COMENTÁRIO