A seleção italiana ficará novamente fora de uma Copa do Mundo após 60 anos. Depois de perder o jogo de ida na repescagem europeia para a Suécia, por 1 a 0, a equipe pressionou nesta segunda-feira, mas demonstrou uma notável incapacidade de criar. Empatou, assim, por 0 a 0, no estádio San Siro, em Milão, e não jogará o Mundial da Rússia.E não se pode dizer que a histórica decepção seja fortuita. Depois de ser campeã mundial em 2006, na Alemanha, a Itália protagonizou vexames nas duas Copas seguidas: caiu na primeira fase tanto em 2010, na África do Sul, quanto em 2014, no Brasil

italia fora da copa da russia
Suécia eliminou a Itália da Copa-2018 Reprodução / Federação Sueca de Futebol

Na fase de grupos das Eliminatórias Europeias da Copa de 2018, por sua vez, foi a segunda de uma chave que tinha Albânia, Israel, Macedônia e Liechtenstein. Ficou atrás da Espanha, ao perder por um inapelável 3 a 0 em Madri, no Santiago Bernabéu.

O contestado técnico Gian Piero Ventura, então, tinha a chance de se redimir na repescagem, contra a Suécia. Decepcionou no duelo de ida, em Solna, ao perder por 1 a 0. E, nesta segunda-feira, sucumbiu frente à inoperância de sua equipe.

Campeã mundial em 1934, 1938, 1982 e 2006, a Itália não ficava fora de uma Copa desde 1958. Será, ainda, apenas a terceira vez que não jogará a competição – a outra ocorrera na edição de estreia, em 1930.

Já a Suécia, que disputará seu 12º Mundial, havia sido eliminada nas Eliminatórias em 2010 e 2014. E, coincidentemente, retorna a uma Copa quando seu principal astro, Zlatan Ibrahimovic, não está mais na equipe.

O JOGO – Com seu bom trio de zagueiros formado por Barzagli, Bonucci e Chiellini, além de Immobile no comando do ataque, mas Insigne no banco, a seleção italiana fez o esperado e iniciou o jogo pressionando a Suécia.

A falta de qualidade na troca de passes, contudo, era evidente. Recuada e apostando nos contra-ataques, a Suécia não tinha grandes dificuldades para neutralizar o ataque adversário. Tanto que a primeira chance italiana veio apenas aos 26: Immobile recebeu de Jorginho, cruzou rasteiro, a bola atravessou a pequena área e ninguém apareceu para empurrar. Candreva ainda aproveitou e finalizou por cima.
Termina o sonho da Itália de disputar a Copa de 2018
AFP

Jogador mais perigoso da seleção italiana, Immobile seguia se movimentando bem. Aos 39, novamente dentro da área, ele recebeu, girou e bateu prensado com o goleiro – Lustig afastou antes que a bola entrasse.

A tônica da partida permaneceu a mesma no segundo tempo: enquanto a Suécia recuava, a Itália tentava evitar o vexame com uma pressão atabalhoada. Ainda assim, quase abriu o placar com um golaço aos oito minutis, quando Florenzi acertou belo voleio. A bola saiu rente à trave esquerda.

A tensão, então, passou a aumentar a cada minuto. A seleção italiana ainda acertou o travessão, em cruzamento de Florenzi que desviou na zaga. Era pouco. Com uma grande dificuldade de criação, a equipe protagonizou um vexame histórico e ficará fora de uma Copa após 60 anos. Será, ainda, a única campeã mundial não classificada para a Copa da Rússia.

O Mundial de 2018 conta agora com 29 seleções classificadas. Além da Suécia, estão confirmados Egito, Nigéria, Senegal, Marrocos, Tunísia, Rússia (país-sede), Brasil, Bélgica, Inglaterra, França, Alemanha, Islândia, Polônia, Portugal, Sérvia, Espanha, Argentina, Colômbia, Uruguai, Costa Rica, Panamá, México, Irã, Japão, Coreia do Sul, Arábia Saudita, Croácia e Suíça, estas duas últimas também garantidas na repescagem europeia.

Estadão Conteúdo

COMPARTILHAR

DEIXE AQUI SEU COMENTÁRIO


1 × = sete