Frei Anastácio pede punição para delegadoO deputado federal Frei Anastácio está solicitando, através de ofícios, que a Secretaria de Segurança Pública, o Governo da Paraíba e o Ministério Público estadual, investiguem os ataques de violência moral feitos pelo delegado da Polícia Civil, Francisco Azevedo, na rede social Facebook, contra as mulheres petistas paraibanas.

“Ele Atingiu a dignidade, a honra e a moral das mulheres petistas com palavras de baixo calão, assim como homens que fazem parte do Partido dos Trabalhadores. Uma manifestação dessa vindo de um delegado, que deveria dar exemplo, se torna mais grave ainda. Em um dos ataques, o delegado classificou todas as mulheres petistas de “raparigas”, denunciou o deputado.

Frei Anastácio disse ainda que essa mensagem misógina não pode ficar impune. Ele também fez a denúncia na Comissão de Direitos Humanos e Minorarias da Câmara e falou sobre o assunto na Tribuna da casa.

 “Esse delegado, além das sanções administrativas, tem que ser enquadrado na Lei Maria da Penha. Um delegado desse fica desqualificado para exercer sua função perante a sociedade, uma vez que ele próprio está ferindo a legislação”, disse o deputado.

O deputado afirmou que se solidariza com todas as mulheres petistas, que são exemplos de luta, diante desses ataques covardes de uma autoridade que envergonha o estado com essa publicação rasteira na rede social.

Frei Anastácio disse ainda que subscreve a nota de repúdio publicada pela Secretaria Estadual das Mulheres da Paraíba e pelo presidente estadual do partido.

NOTA DE REPÚDIO

Nós Mulheres e Homens Petistas da PB, indignadas/os pela forma como fomos atacadas/os em nossa dignidade e moral, repudiamos as postagens realizadas no facebook e a conduta do delegado de Polícia Civil, Francisco Azevedo, que de forma grosseira tenta desqualificar, desvalorizar e humilhar as Mulheres Petistas com palavras de baixo calão, assim como acusando homens e mulheres petistas com o intuito de atacar a honra e a moral.

São posturas como essas que naturalizam o ataque gratuito, o desrespeito e o ódio contra seres humanos, contra quem pensa contraditoriamente a outra pessoa. Essas são atitudes que jamais deveríamos assistir, seja em redes sociais, seja no dia-a-dia de um advogado e, principalmente, de um servidor público, um Delegado de Polícia.

Repudiamos e pedimos ao Governo do Estado total apuração e providências para o afastamento imediato de suas funções, por falta de ética e decoro.

Desta forma, a Direção Estadual do PT, assim como a Secretaria Estadual de Mulheres do PT entrará com uma denuncia coletiva junto ao Ministério Público, à Corregedoria da Polícia Civil e também uma Ação Judicial  para as medidas cabíveis.

 joão Pessoa, 3 de abril de 2019

Zezé Béchade

Secretária Estadual de Mulheres do PT/PB

 

Jackson Macedo- Presidente Estadual do PT/PB

Frei Anastácio Ribeiro- Deputado Federal-PT/PB

Assessoria

DEIXE AQUI SEU COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here