Coordenador da força-tarefa da Lava Jato, procurador da República Deltan Dallagnol em evento em BrasíliaO procurador Deltan Dallagnol, de Curitiba, terá que responder a um Processo Administrativo Disciplinar (PAD) por dizer que os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes, Ricardo Lewandowski e Dias Toffoli, formavam uma “panelinha” na 2ª Turma da corte, informou a jornalista Mônica Bergamo na Folha de S. Paulo nesta terça-feira (23).

Em entrevista a uma rádio, Dallagnol afirmou que “os três mesmos de sempre que tiram tudo de Curitiba e que mandam tudo para a Justiça Eleitoral e que dão sempre habeas corpus, que estão sempre formando uma panelinha assim que manda uma mensagem muito forte de leniência a favor da corrupção”.

“O processo contra ele já obteve maioria no CNMP (Conselho Nacional do Ministério Público). No fim da investigação, Dallagnol pode ser inocentado ou sofrer advertência, censura e até suspensão”, explica a jornalista.

247

DEIXE AQUI SEU COMENTÁRIO