Ceará surpreende o Botafogo e ganha fôlego na briga contra o rebaixamento

Rafael CostaNo jogo que marcou a volta da venda de cerveja nos estádios e que o Botafogo poderia ficar a um passo do acesso à Primeira Divisão, o Ceará colocou água no chope do adversário. E nada melhor do que desbancar o líder jogando fora de casa para ganhar fôlego na briga contra o rebaixamento depois de seis partidas sem ganhar. Na noite desta terça-feira, o Vozão venceu por 1 a 0 no Nilton Santos, em jogo atrasado da 30ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro, e diminuiu a distância para sair do Z-4 de nove para seis pontos, restando sete jogos. O gol do triunfo foi de Rafael Costa, cobrando pênalti duvidoso de Jefferson em Alex Amado marcado pelo árbitro Diego Almeida Real. O Alvinegro carioca segue na liderança, mas desperdiçou a chance de abrir vantagem na ponta e terminou vaiado por sua torcida. Segundo o matemático Tristão Garcia, o time de Ricardo Gomes ainda precisa de mais cinco pontos para garantir o retorno à Série A.

Parado nos 59 pontos, três a mais do que o Vitória, o Botafogo vai defender a liderança isolada do campeonato neste sábado, quando visita o Náutico às 17h30 (de Brasília), na Arena Pernambuco. No mesmo dia, só que às 21h, o Ceará segue sua luta para tentar escapar do rebaixamento num confronto direto contra o Boa Esporte no Presidente Vargas. O Vozão chegou a 29 pontos e ao 17º lugar, passou o ABC e está a seis do Macaé, primeiro clube fora do Z-4.

Público pagante: 6.736
Público presente: 7.703
Renda: R$ 177.735,00

Navarro mal pegou na bola. O artilheiro do Botafogo na Série B, com nove gols, ficou apagado assim como todos os seus companheiros de equipe. Em 96 minutos, contando os acréscimos, o líder do campeonato não conseguiu criar praticamente nada jogando em casa contra um adversário que está na zona de rebaixamento e sem sua dupla de zaga titular. A grande chance foi num chute de Tomas que desviou em Tiago Cametá. Era o Ceará, escalado por Lisca com surpresas como João Marcos e Wescley no meio de campo e Alex Amado no ataque, que dominava o jogo. Chegou perto de marcar em cabeçada de Rafael Costa, reclamou de pênalti em empurrão de Renan Fonseca no atacante na área, fora da jogada, e abriu o placar após penalidade duvidosa de Jefferson em Alex Amado. O próprio Rafael converteu aos 11 minutos do segundo tempo e impôs ao Alvinegro carioca sua segunda derrota no Nilton Santos na competição. No fim do jogo, Carlão foi expulso após confusão com Daniel Carvalho.

Última contratação do Botafogo na temporada, Ronaldo chegou ao clube credenciado após marcar seis gols em sete jogos pelo Ituano, de São Paulo, na Copa do Brasil. O atacante fez sua estreia nesta terça, entrou no lugar de Neilton no segundo tempo e ficou 30 minutos em campo, mas foi discreto e não teve chance de marcar.

Uma das novidades de Lisca na escalação, Alex Amado ganhou a concorrência com Júlio César por uma vaga no ataque e não decepcionou. O veloz atacante infernizou a defesa do Botafogo pelo lado esquerdo, ajudou na recomposição defensiva e ainda sofreu o pênalti (polêmico) convertido por Rafael Costa. De tanto correr, saiu exausto no segundo tempo.

Após sete anos, a cerveja está de volta aos estádios cariocas. Com a liberação da venda publicada nesta segunda no Diário Oficial, a partida entre Botafogo e Ceará marcou o retorno da bebida aos jogos de futebol. Como era de se esperar, a novidade fez sucesso entre os torcedores.

GE

Mostrar mais

DiárioPB

Portal de notícias da Paraíba, Brasil e o mundo

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar