PimpãoO Botafogo é o Rio de Janeiro na Libertadores! Depois de Atlético-MG, Atlético-PR e Santos, o Alvinegro é mais um brasileiro classificado para as oitavas de final. Na noite desta quinta-feira, no Nilton Santos, o mosaico voltou, o espírito de raça outrora sumido retornou, a suada vitória reapareceu. E não foi um triunfo qualquer. Sob a estrela do artilheiro Pimpão, o 1 a 0 eliminando mais um campeão da América, desta vez o atual, o Atlético Nacional da Colômbia, e garantiu ao time de Jair Ventura a vaga com uma rodada de antecedência no grupo da morte. Para quem achava que o Glorioso não passaria pela Pré-Libertadores, o sonho pelo inédito título segue vivo.

Agora classificado, o Botafogo vai a Argentina na próxima quinta-feira para enfrentar o já eliminado Estudiantes, às 21h45 (de Brasília), no Estádio Ciudad de La Plata. Amistoso de luxo? Não senhor. Vale a liderança do Grupo 1 e a vantagem de decidir em casa no mata-mata das oitavas de final. A disputa vai ser com o Barcelona de Guayaquil, do Equador, que no mesmo dia e horário vai à Colômbia enfrentar o também eliminado Atlético Nacional. O adversário do Alvinegro na próxima fase só será conhecido em sorteio após a rodada final.

Não era um simples primeiro tempo. Era um jogo de xadrez com requintes de pressão diplomática. A vitória do Estudiantes, da Argentina, sobre o Barcelona de Guayaquil no Equador deixou brasileiros e colombianos tensos no Nilton Santos. As pernas pareciam tremer na hora de finalizar. Que o diga Roger, que acertou a trave cara a cara com o goleiro logo aos dois minutos. O que explica também os vários passes errados, as raras chances criadas e o placar em branco que estava eliminando o Atlético Nacional e colocando a classificação do Botafogo em risco. Até teve um gol, de Lindoso em bonito chute de fora da área, mas a arbitragem anulou corretamente marcando impedimento de Roger, que havia dado o passe.

Era preciso ter paciência. E Jair Ventura teve, manteve a formação e a tática de esperar uma bola para matar o jogo. E ela veio aos 5 minutos. Lindoso deu passe açucarado para Pimpão, que ganhou na velocidade do marcador e bateu cruzado na saída do goleiro. O atacante herói alvinegro na Libertadores ainda teve a chance de fazer mais um logo depois, em ótimo contra-ataque puxado por Emerson Santos, mas desta vez foi atrapalhado na finalização. Guilherme, que entrou no lugar de Roger, arrumou correria e também desperdiçou oportunidade real na área. Por mais um gol, o Botafogo terminaria a rodada na liderança do grupo, mas nenhum alvinegro sentiu falta.

GE

COMPARTILHAR

DEIXE AQUI SEU COMENTÁRIO


8 + = onze