Bispo pró-Ditadura diz que queria dar ‘veneno de rato’ a Caetano Veloso

CaetanoO bispo dom José Francisco Falcão, em missa no domingo, 31, em homenagem aos 55 anos do Golpe Militar de 1964, na Paróquia Militar de São Miguel Arcanjo e Santo Expedito em Brasília, fez ameaça de morte ao cantor e compositor Caetano Veloso.

Em sua homilia o bispo José Francisco Falcão comentou que ao se tratar de disciplina e hierarquia, até mesmo as liberdades têm suas restrições. E citou uma canção de Caetano Veloso, “É proibido proibir”. “E tem um imbecil que nos anos 70 cantou que é proibido proibir. Gostaria de dar veneno de rato para ele”.

A produtora cultural Paula Lavigne, esposa de Caetano, se manifestou em seu twitter em repúdio às ameaças.

Brasil 247

Mostrar mais

DiárioPB

Portal de notícias da Paraíba, Brasil e o mundo

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar