Apontado como executor de MarielleO PM reformado Ronnie Lessa, apontado como o executor dos disparos que executaram a vereadora Marielle Franco e o motorista Anderson Gomes, já recebeu ao menos uma homenagem na Assembleia Legislativa do Rio (Alerj). Ele foi preso na madrugada desta terça-feira, assim como ex-PM Elcio Vieira de Queiroz, que, segundo as investigações, ele era o motorista do Cobalt que emparelhou e atirou contra o veículo que estava a parlamentar.

Ronnie Lessa recebeu “moção de congratulações, aplausos e de louvor” em novembro de 1998, a pedido do deputado estadual Pedro Fernandes Filho, já falecido. O policial reformado era, na época, lotado no 9º BPM, em Rocha Miranda. O parlamentar justifica a homenagem pela forma como o militar “vem pautando sua vida profissional”.

“Sem nenhum constrangimento posso afirmar que o referido militar é digno desta homenagem por honrar, permanentemente, com suas posturas, atitudes e desempenho profissional, a sua condição humana e de militar discreto mas eficaz. Constituindo-se, deste modo, em brilhante exemplo àqueles com quem convive e com àqueles que passam a conhecê-lo”.

Pedro Fernandes Filho foi recordista de mandatos na Alerj, com 10 legislaturas. Ele é pai de Rosa Fernandes, que está no sétimo mandato consecutivo. A parlamentar é mãe de Pedro Fernandes Neto, que atualmente é secretário estadual de Educação do governo de Wilson Witzel.

O DIA

DEIXE AQUI SEU COMENTÁRIO