Trump aceita se reunir com Kim Jong-unO presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, aceitou nesta quinta-feira a reunião proposta pelo líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un, e disse que esse encontro ocorrerá em maio, informaram emissários sul-coreanos em Washington.

Para iniciar a negociação, Kim Jong-un ofereceu aos EUA suspender os seus testes com mísseis balísticos e abordar um processo de desnuclearização da península da Coreia.

O anúncio foi feito pelo chefe do Escritório de Segurança Nacional da Coreia do Sul, Chung Eui-yong, que hoje entregou a Trump, na Casa Branca, uma carta que lhe tinha sido dada na segunda-feira por Kim Jong-un durante uma reunião em Pyongyang.

“O presidente Trump agradeceu a reunião informativa e disse que se reunirá com Kim Jong-Un em maio para conseguir uma desnuclearização permanente”, disse Chung Eui-yong em um breve pronunciamento.

“Junto ao presidente Trump – acrescentou o emissário sul-coreano -, estamos otimistas sobre continuar um processo diplomático para provar a possibilidade de uma resolução pacífica”.

O emissário também disse que Coreia do Sul, EUA e demais aliados manterão “pressão” diplomática e econômica “até que a Coreia do Norte cumpra sua palavra com ações concretas”.

Antes de vir hoje a Washington, Chung Eui-yong tinha se reunido na última segunda-feira em Pyongyang com Kim Jong-un, que lhe expressou seu desejo de se reunir com Trump “o mais rápido possível” e se comprometeu a “se abster de realizar mais testes nucleares ou de mísseis” e mostrou seu “compromisso com a desnuclearização”.

Kim Jong-un e Chung Eui-yong também acordaram uma reunião entre o líder norte-coreano e o presidente sul-coreano, Moon Jae-in, a ser realizada na fronteira entre as duas Coreias em abril, pouco antes do encontro com Trump.

Agência EFE

DEIXE AQUI SEU COMENTÁRIO