FIQUE LIGADO

Novo decreto terá toque de recolher e fechamento da orla em João Pessoa; João fala em ‘priorizar a vida’, mas olhar economia

O governador João Azevêdo (Cidadania) e o prefeito Cícero Lucena (PP) se reuniram na manhã desta segunda-feira (22) para definir os parâmetros do novo decreto com medidas para conter a disseminação do novo Coronavírus na Grande João Pessoa. João declarou que as equipes técnicas estão definindo os detalhes, e que o decreto deve ser divulgado ainda hoje.

Foi confirmado o toque de recolher, fechamento da orla e que haverá redução da mobilidade na Grande João Pessoa. Azevêdo declarou que o decreto irá ‘priorizar a vida’: “vai priorizar a vida acima de tudo, preservar e olhar os segmentos econômicos,  é isso que vamos buscar”.

João revelou que o decreto deve seguir os parâmetros do Plano Novo Normal. Na bandeira laranja, a qual está o município de João Pessoa, bares e restaurantes deveriam permanecer apenas com delivery, escolas em ensino remoto e as praias fechadas.  No entanto, nem todas as medidas formaram consenso entre as gestões estadual e municipais.

A reimplantação de um hospital de campanha foi descartada pelo governador. A necessidade é de mais leitos de UTI, e não de enfermarias como seriam disponibilizados pelo hospital, disse.

“Não há a necessidade de implantação de um hospital de campanha. A demanda é muito maior por leitos de UTI. Essa estrutura vamos conseguir com a ampliação que a prefeitura vai fazer no Hospital Prontovida, nas Upas e com a manutenção dos leitos no hospital no Valentina”, revelou.

Mostrar mais

DiárioPB

Portal de notícias da Paraíba, Brasil e o mundo

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar
PUBLICIDADE