CINEMA

Maestro José Siqueira será homenageado do 16º Fest Aruanda

A organização do 16º Fest Aruanda anuncia o maestro José Siqueira como homenageado da edição 2021. Na oportunidade, também será exibido o documentário “Toada para José Siqueira”, dirigido pelos diretores Rodrigo T. Marques e Eduardo Consonni. O evento conta com patrocínio Master do Grupo Energisa, Cagepa e Armazém Paraíba.

“O Aruanda cumpre o seu propósito de realçar personas, sejam paraibanas ou não, que foram tragadas pelos anos de chumbo, no Brasil, vítimas do obscurantismo político, caso do maestro que foi cassado injustamente pelo famigerado AI-5 e por isso mesmo caiu no esquecimento”, destacou Lúcio Villar.  O maestro José Siqueira receberá um Troféu Aruanda póstumo pelo conjunto da obra, uma vez que foi compositor e regente, de renome internacional, além de várias ações culturais importantes em que foi protagonista no Rio de Janeiro e que tiveram repercussão nacional.

Segundo os diretores, o filme ‘Toada para José Siqueira’ é um documentário musical que desconstrói a obra do maestro e compositor paraibano José Siqueira, fazendo um mergulho poético no imaginário da cultura popular para revelar uma das mais importantes e desconhecidas figuras da música brasileira. A obra é uma vitrine exuberante e expansiva que destaca a música deslumbrante e a vida incrível do compositor e maestro brasileiro. A cinematografia é visualmente cativante complementando as composições de Siqueira com as ricas cores e paisagens de sua amada pátria.

Sobre José Siqueira – Filho de um mestre da Banda do Cordão Encarnado no sertão da Paraíba que lhe ensinou a tocar diversos instrumentos, como saxofone e trompete. Durante a juventude, José Siqueira atuou em bandas de música de várias cidades do interior da Paraíba.

Foi para o Rio de Janeiro em 1927 e logo ingressou na Banda Sinfônica da Escola Militar como trompetista. Estudou no antigo Instituto Nacional de Música, onde se formou em Composição e Regência, iniciando assim sua brilhante carreira de compositor e regente no Brasil e no exterior. Foi professor da Escola de Música da Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Idealizou e criou a Orquestra Sinfônica Brasileira, foi membro fundador da Academia Brasileira de Musica e da Academia Brasileira de Artes. O músico foi reconhecido com mérito no Brasil e no exterior. Ele foi regente de importantes orquestras sinfônicas, entre as quais: A Sinfônica de Filadélfia/Detroit; Rochester/Estados Unidos; A Orquestra da Rádio Sinfônica de Paris/França; e a Sinfônica de Roma, entre outras. José Siqueira foi regente de orquestras em países como Canadá, Portugal, Holanda, Bélgica e na Rússia, onde boa parte de sua obra foi editorada e preservada.

O músico foi membro do Júri de Composição em Moscou em 1957. Oficializou junto ao prefeito Miguel Arraes, a Orquestra Sinfônica do Recife, a mais antiga do país, também idealizou e criou a União dos Músicos e a Ordem dos Músicos do Brasil, assumindo a sua Presidência em 1960. Deve-se a ele também a criação da Orquestra Sinfônica de Rio de Janeiro; Orquestra Sinfônica Nacional; Orquestra de Câmara do Brasil; Sociedade Artística Internacional e o Clube do Disco. José Siqueira também publicou vários livros didáticos tais como: Canto Dado em XIV Lições, Música para a Juventude, em quatro volumes, Sistema Trimodal Brasileiro, Curso de Instrumentação, entre outros.

Figura incomparável do mundo cultural brasileiro, ele foi aposentado compulsoriamente no ano de 1968 pela ditadura militar sendo afastado da cadeira de professor da Escola de Música da UFRJ e o Instituto Villa-Lobos além de ter sido proibido de reger as orquestras e de ter sua obra executada. José Siqueira faleceu aos 78 anos, na cidade do Rio de Janeiro, deixando uma vastíssima obra de mais de 500 composições entre óperas, cantatas, concertos, oratórios, sinfonias e música de câmara.

Sinopse do filme

Um documentário musical que desconstrói a obra do maestro e compositor paraibano José Siqueira fazendo um mergulho poético no imaginário da cultura popular para revelar uma das mais importantes e desconhecidas figuras da música brasileira. Toada para José Siqueira é uma vitrine exuberante e expansiva que destaca a música deslumbrante e a vida incrível do compositor e maestro brasileiro José Siqueira. A cinematografia é visualmente cativante complementando as composições de Siqueira com as ricas cores e paisagens de sua amada pátria.

Mostrar mais

DiárioPB

Portal de notícias da Paraíba, Brasil e o mundo

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar