Lima DuarteO ator Lima Duarte participa na manhã desta segunda-feira (12) de uma roda de diálogo de cinema durante a programação do Fest Aruanda, em João Pessoa. O debate, que acontece às 11h30 (horário local) no auditório do Nord Luxxor Hotel Sapucaia, em Tambaú, é sobre o documentário “Péricles Leal, o criador esquecido”.

Além de Lima Duarte, participam também da roda de diálogo o professor João de Lima, da Universidade Federal da Paraíba (UFPB); Moacir Barbosa e Wills Leal, da Academia Paraibana de Cinema (APC) e Dalton Leal, representante da família do homenageado. A moderação do diálogo fica por parte da jornalista Maria do Rosário Caetano.

Nesta segunda-feira, a programação do festival começa às 9h30, no hotel em Tambaú, com um debate sobre os filmes “Pedro Osmar – prá liberdade que se conquista”, “Cícero Dias: o compadre de picasso” e “O crime da cabra”, com os diretores dos longas. Em seguida, acontece a exibição do média-metragem “Wills Leal mais que oitenta – La dolce de vita”, com a presença do realizador. Ainda pela manhã, às 10h30, acontece um debate sobre os filmes “Fica mais escuro antes do amanhecer”, “Silêncio no estúdio” e “Era o hotel cambridge”, com os diretores.

No turno da tarde, a partir das 14h, a professora dra. Ariane Porto Costa Rimoli, do Instituto de Artes da Universidade de Campinas (Unicamp), realiza um workshop de produção criativa, com o tema “Os desafios da universidade na construção de uma política cultural transnacional”.

As sessões de cinema do festival nesta segunda-feira começam a partir das 14h, na sala 6 do Cinépolis do Manaíra Shopping, com uma sessão sobre o Dia Mundial Contra a Corrupção, organizada pela Controladoria Geral da União (CGU) regional da Paraíba. Em seguida, acontece uma exibição de vídeos de um minuto que foram premiados, além do curta-metragem “Algo mais explícito”, de Cavi Borges, seguido de um debate.

A mostra competitiva de curta-metragem começa às 17h, com a exibição dos filmes “Cumieira”, de Diego Benevides e “Stanley”, de Paulo Roberto. Pela mostra Sob o Céu Nordestino, vai ser exibido o documentário “Galeria F”, de Emília Silveira, com a presença de Theodomiro Romeiro dos Santos, personagem central do documentário. Já na mostra competitiva de longa-metragem, vão ser exibidos os filmes “Canastra Suja”, de Caio Sóh, às 19h30, e “Vermelho Russo”, de Charly Braun, às 22h.

G1/PB

COMPARTILHAR

DEIXE AQUI SEU COMENTÁRIO


+ três = 4