Humberto GessingerO compositor, cantor, multi-instrumentista e escritor Humberto Gessinger está na estrada com sua nova turnê “Desde Aquele Dia – 30 anos A Revolta dos Dândis”. O show de estréia aconteceu dia 17 de Março no Vivo Rio lotado e foi transmitido pelo Canal Bis, batendo recorde de audiência. Acompanhado por Rafa Bisogno (bateria e percussão) e Nando Peters (guitarra e violão), no show Gessinger (vocal, baixo, teclados) apresenta na íntegra o disco A Revolta dos Dândis, que completa 30 anos em 2017, além de músicas de todas as fases de sua carreira, com destaque para as composições de seu novo compacto, Desde Aquela Noite.

Na turnê Desde aquele dia, Humberto repisa com firmeza a infinita highway, tocando na primeira parte do show todas as 11 músicas do álbum A revolta dos dândis com o power trio que formou com Nando Peters (guitarra e violão) e Rafael Bisogno (bateria e percussão). Na sequência, o roteiro alinha outros sucessos dos Engenheiros do Hawaii com as três músicas (até então) inéditas na voz de Gessinger e gravadas no recém-lançado EP Desde aquela noite (2017).

Em João Pessoa, ele se apresenta no dia 29 de abril como parte da programação do Campus Festival 2017, o maior festival universitário do Norte/Nordeste do Brasil. Junto com ele, sobem ao palco Maneva, Baiana System e Seu Pereira e Coletivo 401.

Desde Aquele Dia por Humberto Gessinger
“Salve, salve, meus caros, minhas caras

Espero que vocês curtam o que preparamos – com muito amor e rigor, força e delicadeza, sonho e precisão – tanto quanto tenho curtido tocar as linhas de baixo daquele alemãozinho que ‘não fazia a menor ideia do que fazia!’
Desde Aquele Dia. A cortina se abre ao som das primeiras notas d’A Revolta dos Dândis, disco que toco na íntegra neste ano em que ele completa 30 outonos. É um disco interessante de visitar não só pelas músicas em si, mas, também, pelo que aconteceu com elas. Algumas tiveram grande exposição (Infinita Highway, Terra de Gigantes, Refrão de Bolero). Outras (Guardas da fronteira, Filmes de Guerra Canções de Amor) talvez só os De Fé conheçam.
Curti muito a experiência de lançar, no ano passado, o Louco Pra Ficar Legal. Dele, mantenho o formato (digital e vinil), alguns aspectos do projeto gráfico e a formação (um trio: eu, Rafa Bisogno e Nando Peters) no meu novo compacto, Desde Aquela Noite, com três parcerias já gravadas pelos parceiros, mas ainda inéditas na minha discografia: Alexandria (2015) com Tiago Iorc, que gravou no disco Troco Likes; O Que Você Faz à Noite (1988) com Dé, do Barão Vermelho, gravado no disco Carnaval e Olhos Abertos (1989), com o pessoal do Capital Inicial. Eles gravaram no disco Todos os Lados.
Conto com vocês em mais este ano, mais esta tour! Tamo junto? Vamos juntos!”

Humberto Gessinger

O artista – Do primeiro show dos Engenheiros do Hawaii no terraço da Faculdade de Arquitetura da UFRGS, (11/01/1985) a 21 CDs e 7 DVDs, oito Discos de Ouro, um Disco de Platina, quatro DVDs de Ouro e milhares de fãs apaixonados por sua música.
Humberto Gessinger nasceu em 24 de dezembro de 1963, em Porto Alegre/RS. Em 1985, com colegas da Escola de Arquitetura da UFRGS, montou a banda Engenheiros do Hawaii. O nome fazia uma brincadeira com estudantes de engenharia e surfistas que frequentavam o bar da faculdade.

Apesar de se considerar, principalmente, um compositor, Humberto é músico autodidata, e, nas várias fases de sua carreira, tocou diversos instrumentos como baixo, guitarra, viola caipira, violão, teclados, bandolim, harmônicas e acordeon.
Ao final da turnê do disco NOVOS HORIZONTES, em 2008, foi anunciada uma pausa por tempo indeterminando nos Engenheiros do Hawaii e Humberto foi para a estrada com o projeto Pouca Vogal, um power duo em parceria com Duca Leindecker. Em quatro anos foram mais de 220 shows em mais de 150 cidades e um CD/DVD gravado ao vivo em Porto Alegre. No final de 2012 o Pouca Vogal encerrou a turnê e Humberto passou a se dedicar a carreira solo.

Em 2013 lançou seu 20º álbum, “inSULar” (STR/Stereophonica), o primeiro como artista solo e em 2014, o DVD/CD “inSULar ao vivo” (Coqueiro Verde Records), que recebeu DVD de Ouro em apenas dois meses e foi indicado ao Grammy Latino de melhor álbum de rock. Em 2016, após três anos viajando por todo Brasil com inSULar, Humberto Gessinger lançou a turnê LOUCO PRA FICAR LEGAL, e dois novos singles, “Pra Ficar Legal” e “Faz Parte”.

Paralelamente a seu trabalho como músico, Humberto Gessinger lançou 5 livros: “MEU PEQUENO GREMISTA” fala de sua paixão pelo Grêmio. “PRA SER SINCERO” reúne autobiografia, 123 letras comentadas e um ensaio escrito pelo professor Luís Augusto Fischer. “MAPAS DO ACASO”, ao lado de memórias e reflexões divididas em “notas mentais para uma próxima vida”, traz 45 letras comentadas. “NAS ENTRELINHAS DO HORIZONTE”, que teve origem nos textos postados semanalmente no seu blog: www.blogessinger.blogspot.com. E “SEIS SEGUNDOS DE ATENÇÃO”, lançado em 2013.

Shows Campus Festival 2017:
Humberto Gessinger, Maneva, Baiana System e Seu Pereira e Coletivo 401
Data: 29/04/2017 Horário: 17h (abertura dos portões)
R$40 pista, R$70 frontstage e R$120 camarote lounge até dia 5 de abril.

Para mais informações: www.campusfestival.com.br Insta: @campusfestival
Ponto de venda: Bilheteria do Espaço Cultural e www.facebook.com/campusfestivalbrasil ou www.sympla.com.br .

Redação com Assessoria

COMPARTILHAR

DEIXE AQUI SEU COMENTÁRIO


sete × 9 =