Há dois anos o projeto ‘Ressignificando Vidas’, implantado pelo Hospital Estadual de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena, em João Pessoa, muda a vida de pacientes vítimas de tentativa de suicídio. De janeiro a agosto deste ano, foram atendidas cerca de 170 pessoas, sendo 63% do sexo feminino.

Segundo a coordenadora do Projeto, Anne Michelle Paiva, existem bons motivos para comemorar o sucesso do ‘Ressignificando Vidas’. “O projeto tem caminhado muito bem, a maior prova é de que os casos de reincidência diminuíram. Também é possível perceber a melhora da estrutura emocional do paciente. Isto nos deixa muito feliz porque, de fato, a proposta do projeto, que é dar um novo sentido à vida, tem se tornado uma realidade na nossa região”, ressaltou.

De acordo com dados do setor de Psicologia, os principais motivos que levam uma pessoa a tentar suicídio estão relacionados a conflitos interpessoais, principalmente, na família e trabalho. Neste primeiro semestre, o projeto teve a oportunidade de acompanhar 145 pacientes e todos com bom prognóstico. “Conseguimos elucidar várias questões destes pacientes, a maioria foram de ordem subjetiva”, frisou Anne Michelle.

Anne explica que devido ao aumento da demanda de pacientes, o projeto teve que ser ampliado, de seis sessões passou a acompanhar o paciente durante três meses. “O ‘Ressignificando Vidas’ é desenvolvido no Hospital de Trauma há dois anos e acompanhamos o paciente após a alta hospitalar, oferecendo apoio psicológico e psiquiátrico”, salientou.

As atividades do Setembro Amarelo, mês de prevenção ao suicídio, seguem na instituição. A equipe do setor de Psicologia montará um painel com o objetivo de tentar mediar a saúde emocional dos colaboradores de forma lúdica e interativa. No dia 17, no heliponto da unidade de saúde, será realizado um luau com os funcionários, acompanhantes e pacientes (que estejam autorizados pela equipe multidisciplinar a participarem). Dia 28, será o Dia D da campanha, quando serão realizadas várias palestras sobre o tema.

Assessoria

DEIXE AQUI SEU COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here