Homens abrem fogo em escolaSuzano – O número de mortos no atentado à Escola Estadual Raul Brasil em Suzano, na Região Metropolitana de São Paulo, subiu para dez. A Polícia Militar informa que dois homens encapuzados entraram na escola por volta das 9h30, mataram seis pessoas no local, feriram pelo menos quinze pessoas e se mataram. Inicialmente, os autores dos disparos foram descritos como adolescentes, mas o comandante-geral da Polícia Militar de São Paulo informou que eles aparentavam ter entre 20 e 25 anos. Segundo o Jornal Hoje da ‘TV Globo’, um deles teria 17 anos, identificado como Guilherme Monteiro, e outro teria 25, e foi identificado como Luiz Henrique de Castro. Ele faria 26 anos no próximo sábado.

Os nomes das vítimas estão em sigilo até que as famílias sejam informadas. Uma coletiva de imprensa esta marcada para as 14 horas.

O governador de São Paulo, João Doria, disse que quatro adolescentes foram mortos no local, seriam três rapazes e uma moça. Além deles, duas funcionárias da escola foram mortas no local. O dono de um lava-jato próximo à escola também foi alvo do ataque. Ele foi baleado e passa por cirurgia. O governador informou, que apesar de estar abalada, a diretora da escola não reconheceu os atiradores como ex-alunos, mas a polícia não descarta a possibilidade na investigação.

O comandante-geral da PM, coronel Marcello Salles, descreveu o que já se sabe da ação dos bandidos. Primeiro, os dois balearam o dono do lava-jato. Ao entrarem na escola, mataram a coordenadora pedagógica, e em seguida outra funcionária. Era hora do recreio do Ensino Médio e eles se dirigiram ao pátio. Lá, mataram quatro estudantes. Em seguida, os homens se encaminharam para o curso de línguas, onde professora e alunos se trancaram na sala. Foi quando os dois se mataram no corredor.

A Secretaria Estadual de Saúde de São Paulo informa que duas vítimas foram encaminhadas ao Hospital Luzia de Pinho Melo, Mogi das Cruzes. Uma delas chegou em estado de saúde gravíssimo e morreu. A outra está em estado grave e estável. Identidades e idades ainda não foram reveladas.

As vítimas foram encaminhadas ao Hospital Santa Maria e ao pronto-socorro Santa Casa, que ficam no mesmo prédio, a dois quarteirões da escola. Ainda não há identificação de número de feridos ou estado de saúde. Na Santa Casa de Suzano, uma funcionária informou que nove ou dez adolescentes aparentando ter entre 13 e 14 anos deram entrada na unidade. Já no pronto-socorro Santa Maria, informaram que cinco pessoas, entre adultos e crianças, são atendidos.

A assessora de imprensa da PM-SP, capitão Cibele, disse que os agentes chegaram rápido ao local, porque estavam a caminho de uma ocorrência nas proximidades quando escutaram os gritos. O governador João Doria disse que os policiais levaram oito minutos para chegar ao local.

O DIA

DEIXE AQUI SEU COMENTÁRIO