TECNOLOGIA

Facebook confessa rastrear localização de usuário mesmo com geolocalização desativada

Na última terça-feira (17), um documento entregue a senadores dos Estados Unidos foi revelado, no qual o Facebook admitia que monitora a localização de todos os seus usuários a todo o momento.

Na carta – revelada pelo Twitter de uma jornalista do The Hill –, a rede social de Mark Zuckerberg ainda confessa fazer a prática mesmo se os serviços de geolocalização não estiverem ativados. A justificativa para isso consistiria em razões de segurança e objetivos de publicidade.

“Inclusive sem a ativação dos serviços de localização, o Facebook ainda pode saber onde o usuário está com base em informações que ele e outros fornecem através de suas atividades e conexões com nossos serviços.”

Facebook

Imagem: Reprodução

O texto especifica três formas diferentes de coletar as informações de localização. A primeira seria pelo serviço normal de GPS, que identifica diretamente onde o usuário está. As outras seriam por meio das conexões Wi-Fi e Bluetooth.

Estas duas últimas, apesar de não fornecer os dados do lugar propriamente ditos, podem ser utilizadas para entender a localidade onde a pessoa está naquele momento. Isso ocorre quando a pessoa habilita a rede social a utilizar os serviços de localização nos seus dispositivos.

As informações obtidas não teriam somente como fonte o aplicativo principal do Facebook, mas também outras plataformas do grupo, como Instagram, Messenger e WhatsApp.

Vale lembrar que a companhia havia prometido mudanças na gestão de localização para os sistemas operacionais Android 10 e iOS 13.

Tudo Celular

Mostrar mais

Sérgio Ricardo

Sérgio Ricardo é fotojornalista, fundador e desenvolvedor do Portal DiárioPB. .

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar
PUBLICIDADE