Julian AssangeA chanceler do Equador, María Fernanda Espinosa, confirmou hoje que seu país concedeu a naturalização ao fundador do WiKiLeaks, o australiano Julian Assange, em dezembro passado.

Assim afirmou Espinosa em declaração à imprensa na qual confirmou que foi concedida a naturalização a Assange no dia 12 de dezembro passado.

O jornalista, refugiado na embaixada do Equador em Londres desde 19 de junho de 2012, era requerido desde 2010 pelas autoridades suecas em relação às acusações de duas mulheres por suposto abuso sexual, mas por fim a Suécia arquivou a causa em maio do ano passado por não conseguir avançar com a investigação.

Agência EFE

COMPARTILHAR

DEIXE AQUI SEU COMENTÁRIO


seis × 2 =