Campinense perde para o FerroviárioCampinense e Ferroviário-CE decidiram, na noite desta segunda-feira (09), a última vaga da Série D deste ano para a terceira divisão de 2019. Depois de uma vitória por 3 a 2 dos cearenses no primeiro jogo, na partida, realizada no estádio Amigão, em Campina Grande, a Raposa venceu por 1 a 0, mas perdeu nos pênaltis e vai permanecer mais um ano na quarta divisão.

A primeira chegada perigosa foi do Ferrão. Sávio cobrou falta da intermediária e lançou na área, Rafael Jensen tentou cortar, se enrolou todo e mandou para trás, obrigando Jeferson a fazer uma defesaça e salvar a Raposa.

O gramado pesado e alto do estádio Amigão deixava o ritmo de jogo lento, como de costume, o que ajudava o Ferroviário, que veio para segurar a partida e administrar a vantagem.

No meio campo, muito contato físico entre os jogadores e muitas faltas eram marcadas pelo árbitro Luiz Flávio de Oliveira. As da intermediária viravam chuveirinho para o rubro-negro, mas a defesa cearense conseguia evitar que a redonda chegasse no arqueiro Gleibson.

Segundo tempo

Com muita correria no segundo tempo, o marcador rapidamente se movimentou. Logo aos 4 minutos, após cobrança de escanteio, a defesa cearense rebateu, mas Jorginho acertou uma linda bicicleta para estufar as redes e abrir o placar no Amigão.

O Ferroviário não conseguia reagir, e a Raposa espetava quando encontrava espaço. Aos 11 minutos, Danillo Balla recebeu de Willian Goiano e, da intermediária, chutou de pé esquerdo, mas a bola foi a direita da meta do Ferrão.

Só dava rubro-negro. Aos 17 minutos, Danillo Bala chutou novamente da intermediária, a bola desviou em Jorginho e passou com muito perigo, por cima do gol.

Dois minutos mais tarde, Danillo Bala mais uma vez chutou e pé direito. A bola quicou na frente de Gleibson, que conseguiu desviar e mandar pela linha de fundo.

A Raposa buscava o segundo gol e pressionava o Peixe de Fortaleza. Aos 28 minutos, Alex Murici cruzou da direita, Marcelinho fez o corta-luz e Rodrigo Silva desviou de cabeça pelo lado esquerdo da meta.

No fim do tempo normal, aos 43 minutos, Felipe Macena acertou um chute lindo do meio da rua, e Gleidson operou um milagre para evitar o segundo gol raposeiro.

Com o placar agregado das duas partidas em 3 a 3, a decisão foi para as penalidades, a terceira do Campinense nesta Série D.

Pênaltis

Nas penalidades, Felipe Macena desperdiçou a quarta cobrança do Campinense e Edson Carius converteu a que garantiu o acesso do Ferroviário para a Série C de 2019.

Ficha técnica

Campinense 1 x 0 Ferroviário-CE (agregado 3 x 3 – pênaltis: 4 x 5)

Campeonato Brasileiro da Série D (quartas de final – jogo da volta)
Estádio: Amigão (Campina Grande)

Arbitragem: Luiz Flávio de Oliveira (FIFA); Danilo Ricardo Simon Manis (FIFA) e Miguel Caetano Ribeiro da Costa. Todos de São Paulo

Gols: Jorginho (C)
Cartões amarelos: Rafael Jensen, Alex Murici, Jorginho, Jackinha (C); Sávio (F)

Campinense: Jeferson, Alex Murici, Willian Goiano, Rafael Jensen, Zeca; Felipe Macena, Jorginho, Jackinha, Marcinho, Thiago Potiguar (Jackinha); Danillo Bala (Marcelinho) e Denilson (Rodrigo Silva). Técnico: Ruy Scarpino.

Ferroviário: Gleibson, Gustavo (Vitinho), Luiz Fernando, André Lima, Sávio; Mazinho, Gleidson (Lucas Mendes), Leanderson (Esquerdinha), Janeudo; Edson Carius, Luís Soares. Técnico: Marcelo Vilar.

Voz da Torcida

DEIXE AQUI SEU COMENTÁRIO