O Brasil encara na noite desta terça-feira (2), à partir das 21h30, no Estádio Mineirão, em Belo Horizonte, a seleção Argentina por uma vaga na decisão da Copa América de 2019. Mas voltar ao Mineirão em uma semifinal tornou-se impossível de não recordar a derrota por 7 a 1 para a Alemanha, na mesma fase, no mesmo campo, na Copa do Mundo de 2014.

Em favor do Brasil há uma diferença para aquele fatídico dia. Nesta noite, a seleção canarinho começará a partida com sua defesa bem mais sólida do que a vista há cinco anos no mesmo estádio, já que a mesma ainda não foi vazada durante nessa competição. Ao todo já são quatro jogos sem tomar gols.

É verdade também que a meta do goleiro Alisson foi pouco ameaçada até aqui, fruto do bom trabalho defensivo montado pelo técnico Tite. Nas raras vezes em que os adversários se viram em boa posição para concluir — como no chute de Derlis González – ainda no início do difícil confronto com o Paraguai, nas quartas de final, o goleiro apareceu muito bem e garantiu o empate que levou a seleção para os pênaltis e lá garantiu a vitória.

Críticas sobre o arqueiro da seleção

O gaúcho foi criticado após a eliminação diante da Bélgica, nas quartas de final. E respondeu com uma temporada excelente no Liverpool, com a conquista da Liga dos Campeões. Na seleção, ele sofreu apenas 1 gol nos 9 jogos que disputou desde o Mundial da Rússia e se consolidou como uma peça muito pouco contestada.

“Quero continuar fazendo história, dando meu melhor. A temporada que tivemos no Liverpool foi brilhante, e este grupo da seleção brasileira também tem muito potencial. É um grupo que merece vencer, luta dentro de campo. Essa entrega precisa ser valorizada e precisa ser mantida”, afirmou.

Copa América: Ficha Técnica Brasil x Argentina
Data e horário: Terça-feira, dia 2 de julho, às 21h30
Local: Mineirão

Provável Brasil: Alisson; Daniel Alves, Marquinhos, Thiago Silva e Filipe Luis (Alex Sandro); Casemiro, Arthur e Philippe Coutinho; Éverton Cebolinha, Gabriel Jesus e Firmino
Técnico: Tite

Provável Argentina: Armani, Foyth, Pezzella, Otamendi e Tagliafico; Paredes, De Paul e Acuña; Messi, Agüero e Lautaro Martínez
Técnico: Lionel Scaloni

DEIXE AQUI SEU COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here