Barragem da Vale em Barão de CocaisPor orientação da Agência Nacional e Mineração (ANM) o nível de alerta para risco de rompimento da barragem Sul Superior da mina de Gongo Soco, da Vale, em Barão de Cocais (MG), foi elevado ao máximo na noite desta sexta-feira (22).

Segundo a mineradora Vale, a medida, que elevou o nível de risco de 2 para 3, é preventiva. No dia 8 de fevereiro, mais de 700 pessoas foram retiradas de suas casas quando o risco foi da elevado para o segundo nível.

O alerta foi feito após um auditor independente informar que a barragem apresentava “condição crítica de estabilidade”. O nível 3 significa “rompimento ou risco iminente de rompimento”.

Na manhã deste sábado (23), o prefeito de Barão de Cocais, Décio Geraldo dos Santos, participou de uma nova reunião para definir ações e orientar a população, especialmente aqueles que residem às margens do rio São João.

Defesa Civil e Tropa de Choque foram enviadas à cidade, caso seja necessário evacuar os moradores da área 2. A barragem Sul Superior da mina de Gongo Soco possui 85 metros de altura e 5 milhões de m³ de rejeitos.

Para efeito de comparação, o vazamento em Brumadinho (MG) foi de 12 milhões de m³ de rejeitos de minério de ferro e, em Mariana (MG), foram 62 milhões. Além da Sul Superior da mina de Gongo Soco, a Vale possui mais 9 barragens e diques na mesma cidade.

Brasil de Fato

DEIXE AQUI SEU COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here