MÚSICA

Archydi Picado Filho relata ‘momento de dor’ ao encontrar Paulo Batera pedindo esmolas nas ruas da Capital

Chamou a atenção o texto publicado nas redes sociais, neste domingo (25), pelo artista plástico e músico Archidy Picado Filho, demonstrando um momento de muita dor ao se deparar com o famoso baterista Paulo Batera pedindo esmolas no Mercado Público de Mangabeira, em João Pessoa, depois de anos de fama.

“Hoje, encontrando-o mendigando em estado deplorável, fiquei pensando no limite entre a responsabilidade do Estado sobre o bem estar dos cidadãos”, diz trecho.

Confira o texto do produtor na íntegra:

DE ESCOLHAS E DESTINO

Ontem encontrei o baterista Paulo Batera no mercado de Mangabeira. O conheci na adolescência, ele mais velho, forte, bonito, dedicado aos seus estudos rítmicos.

Décadas depois, toquei com ele no Rio de Janeiro, quando fomos músicos nas apresentações de Zé Trovão.

Hoje, encontrando-o mendigando em estado deplorável, fiquei pensando no limite entre a responsabilidade do Estado sobre o bem estar dos cidadãos – assim como faz alguns empregadores privados – ou mesmo das responsabilidades da família e dos amigos, e as escolhas que fazemos aos destinos de nossas vidas.

E mesmo que o “destino” nos pareça inevitável, para onde nos encaminhamos a cada passo que pensamos dar, exclusivamente, motivados pela “vontade própria”.

DPB coom informações do WScom

Mostrar mais

DiárioPB

Portal de notícias da Paraíba, Brasil e o mundo

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar
PUBLICIDADE