BRASILCORONAVÍRUS

Teich pediu demissão porque se recusou a abraçar a cloroquina

247Nelson Teich pediu demissão do ministério da Saúde após Jair Bolsonaro mudar o protocolo de prescrição da cloroquina, medicamento ainda sem comprovação científica para o tratamento contra o coronavírus. A informação é da coluna de Lauro Jardim.

Bolsonaro quer que o protocolo passe a indicar o medicamento também no começo do tratamento. Ele havia desautorizado Teich a se manifestar contra o uso do remédio. “Votaram em mim para eu decidir, essa decisão passa por mim. Acredito no trabalho dele, mas essa questão eu vou resolver”, disse Bolsonaro durante teleconferência com o presidente da Federação das Indústrias de São Paulo (Fiesp), Paulo Skaf.

Teich ficou apenas 28 dias no cargo. Os nomes mais cogitados para a sucedê-lo são o general Eduardo Pazuelo, que Bolsonaro impôs como o segundo de Teich; o eterno candidato Osmar Terra; e o Contra-Almirante Luiz Froes, diretor de Saúde da Marinha.

Mostrar mais

João Jales

João Jales é jornalista e relações públicas. Paraibano de 35 anos vivendo no Rio de Janeiro; atua como produtor, redator e roteirista para empresas, agências e editoriais de Cultura, Esportes, Política, Brasil e Mundo em veículos de comunicação regionais do Sudeste e Centro Oeste, alternando entre redações, roteiros e produções para canais de TV e Youtube. Na mídia paraibana, já colaborou com a Rádio Zumbi, o Grupo WSCom; e o próprio Diário PB, onde foi de redator à Gestor Comercial, e atualmente faz parte do Conselho Editorial.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar
PUBLICIDADE