Rádio Comunitária“Loucuras no rádio”. Foi esse o nome da oficina ministrada pelo jornalista Luiz Henrique Parahyba na manhã desta quarta-feira, 19, durante a Conferência Nacional Livre de Comunicação em Saúde, no Centro de Convenções Internacional de Brasília. Durante a capacitação, que atraiu cerca de 40 pessoas, o facilitador fez transmissão de FM ao vivo no local.

Segundo Luiz Henrique, a ideia é despertar membros dos conselhos de saúde para a importância de utilizar o rádio como instrumento de defesa do SUS em suas comunidades. Ele informou que o governo federal suspendeu as concessões de rádios comunitárias e que ainda existem quase 2 mil municípios brasileiros que não possuem emissoras comunitárias em seus territórios.

A oficina deu dicas de como os ativistas podem ajudar a criar associações populares destinadas a explorar a radiodifusão comunitária. Para o jornalista, em localidades mais distantes, emissoras podem ser montadas com facilidade enquanto a comunidade aguarda a outorga do Ministério das Comunicações.

“As rádios devem ser usadas para informar à população dos seus direitos e devem ser democratizadas para que todos os interessados possam usufruir do serviço. Não precisa ser uma rádio só para falar de saúde, mas de todos os temas de interesse das comunidades. O mais plural possível”, defendeu.

Direito à comunicação

A oficina contou ainda com a participação do vice-presidente do Conselho Municipal de Saúde de João Pessoa (PB), o também jornalista Dalmo Oliveira. “As comunidades têm direito à sua emissora, mesmo sem a autorização expressa da Anatel. Recentemente, no Rio de Janeiro, a Defensoria Geral da União ganhou uma causa na Justiça para garantir o funcionamento de uma rádio não outorgada, mas que estava no ar a serviço da comunidade e não representava prejuízo às outras emissoras”, comentou Oliveira.

O evento atraiu autoridades importantes da Saúde Pública brasileira como os ex-ministros José Gomes Temporão, Alexandre Padilha e Arthur Chioro. Em seis mesas de debates, os conferencistas ouvirão palestras da blogueira Cynara Menezes, do deputado federal Jean Willys, do blogueiro Miguel do Rosário (O Cafezinho), da deputada federal Jandira Feghali, Pablo Capilé (Mídia Ninja) e da ex-presidente da Empresa Brasil de Comunicação (EBC) Tereza Cruvinel.

DIÁRIOPB

COMPARTILHAR

DEIXE AQUI SEU COMENTÁRIO


2 × cinco =