Rio de Janeiro – Os dois gols perdidos pela Argentina na final contra a Alemanha foram bastante lamentados pelo técnico alviceleste Alejandro Sabella na coletiva após a partida, concedida na sala de entrevistas do Maracanã. No primeiro tempo, Higuain entrou frente a frente com Neuer, mas chutou para fora. Na prorrogação, Palacio também recebeu de frente para o goleiro alemão e desperdiçou. Para Sabella, faltou eficácia ao seu time para conquistar o título.“Sabíamos que seria um jogo muito igual e que quando as oportunidades aparecessem era preciso finaliza-las. Acho que faltou eficácia da nossa parte”, destacou o treinador, que não escondeu o abatimento pelo vice-campeonato. “Não nos faltou definição nos outros jogos. A semifinal contra a Holanda foi um jogo sem tantas oportunidades. E jogos assim, de semifinal e final são sempre fechados. Quando alguém toma um gol é difícil virar o jogo”, completou.

" Quando alguém toma um gol é difícil virar o jogo", lamentou Alejandro Sabella após a partida
” Quando alguém toma um gol é difícil virar o jogo”, lamentou Alejandro Sabella após a partida

O treinador argentino, no entanto, fez questão de enaltecer o seu grupo, que após 24 anos conseguiu colocar a Argentina de novo em uma final de Copa do Mundo. “O sentimento é dúbio nesse momento. Há a frustração pela perda do título, mas também a sensação de orgulho. Estou muito orgulhoso da nossa campanha. Fizemos uma Copa extraordinária. Esses meninos fizeram história. Deixaram tudo dentro de campo. Se entregaram pela seleção”, destacou.

Orgulho que fez o treinador pedir uma recepção calorosa aos seu jogadores, no retorno ao Buenos Aires. “Não sei como irão nos receber. Mas esses jogadores merecem ser muito bem recebidos pois fizeram uma Copa fantástica”, disse, ao ser perguntado pelo Superesportes.

O treinador não quis comentar o seu futuro a frente da seleção Argentina. Sobre Messi, acredita que o prêmio de melhor jogador do Mundial, recebido pelo camisa 10, foi merecido. “Acho que não falta nada para Messi estar no hall dos grandes. Sobre o meu futuro, não quero falar agora. Nesse momento, quero apenas descansar e reencontrar a minha família”, pontuou o treinador vice-campeão.

Superesportes

COMPARTILHAR

DEIXE AQUI SEU COMENTÁRIO


sete + = 14